Curta reflexão de Emanuel Medeiros Vieira: A poética de Cláudia Brino e de Cris Dakinis,


A poética de Cláudia Brino e de Cris Dakinis, toca-me muito, não só pela escritura, pelo domínio da palavra,  pela beleza intrínseca dos seus poemas, mas (também) por algo mais: por um sutil "toque" feminino dos versos bem elaborados - mas que ultrapassa (a poética de ambas) apenas universo da mulher e atinge, com emoção, a própria condição humana.

Esse "toque" para nós homens - que conservam muitas vezes - um "lirismo" que chamaria de "áspero", é uma excelente referência.

Mais que "influência", pode gerar uma "confluência" de estilos..
Pois o que importa é a vida, o amor, a amizade, a compaixão, a esperança, a luta diária- e como transfigurar tudo isso em palavras.
Meus cumprimentos às duas.

por Emanuel Medeiros Vieira

Comentários

Cris Dakinis disse…
O DEUS DE CADA UM

O deus de cada um existe,
mas a religião insiste
em querer um só modelo.
E deus ainda persiste,
mas o descrente desiste
de guardar o antigo zelo.
Eu acho isso tudo triste:
a fé ter virado chiste
no mundo intelectual...
Por que creem demente
aquele chamado de crente
na vida espiritual?
Ao longo da caminhada,
há vizinhos de jornada
que desconheço; nada meus!
Mas quem partilha comigo.
ao que me cuida amigo,
neste, sim, eu vejo Deus.

*Cris Dakinis

Ah, seria este o mês de eu ser mimada pelos amigos? Todos os meses, sempre, porque moram em meu coração...
E é por isso, amigos Emanuel e Cláudia, que eu vejo Deus em vocês!
artesanal livros disse…
que lindo amiga Dakinis,

eu só tenho a agradecer por versos tão belos e por estar em sua poesia desta forma.
grata pelo seu carinho e sua amizade.

Emanuel balançou nós duas...rssss