Pular para o conteúdo principal

O AMOR NÃO TEM FRONTEIRAS - Mario Rezende

O romance relata o entrelace de duas pessoas através da internet 
**************************

Margot estava passeando pela internet, quando encontrou, num site, a seguinte poesia:

ANDORINHA

Vai minha andorinha,
que desgarrada, habitou, solitária,
este velho farol.
Vai.
Ficarei observando o seu voo derradeiro,
até a linha do horizonte,
na despedida do sol.
Testemunha silenciosa
desse amor incomum.
Vou ficar aqui,
iluminando a noite dos sonhos,
na esperança.
Vai andorinha,
encontra o seu bando.
Eu vou ficar aqui,
eu e o sol, ouvindo o vento.
Vai andorinha,
eu vou ficar aqui,
na esperança
de um dia você voltar.

Saí-azul



Ficou encantada, e resolveu escrever para o e-mail do autor...

De: flormulher@rede.com.br
Assunto: sua poesia
Para: sai-azul@degraca.com.br
Data: quarta-feira, 17 de setembro de 2008, 16:17

Linda poesia, adorei! Sua ANDORINHA me fez viajar, imaginar, muita sensibilidade e tristeza, talvez... Será? Beijo.

De: sai-azul@degraca.com.br
Assunto: re: sua poesia
Para: flormulher@rede.com.br
Data: quinta-feira, 18 de setembro de 2008, 15:20

Obrigado. Fiquei feliz que tenha gostado. Foi a única pessoa que comentou. Beijo.

De: flormulher@rede.com.br
Assunto: re: re: sua poesia
Para: sai-azul@degraca.com.br
Data: terça-feira, 30 de setembro de 2008, 16:17

Gostei muito mesmo! Só escreveu essa? Beijo.

De: sai-azul@degraca.com.br
Assunto: re: re: re: sua poesia
Para: flormulher@rede.com.br
Data: quarta-feira, 01 de outubro de 2008, 14:13
Pensei que não iria me escrever mais, demorou a res-ponder. Tenho outras poesias, sim. Já publiquei algumas, mas exclui do site. Se você quiser, eu publico de novo. Beijo.

De: flormulher@rede.com.br
Assunto: re: re: re: re: sua poesia
Para: sai-azul@degraca.com.br
Data: quarta-feira, 01 de outubro de 2008, 16:17

Calma, você parece que é muito ansioso, ou é solitário? Eu estava viajando... Por que você não cria um blog para postar as suas poesias? Beijo, poeta ansioso! Aliás, eu nem sei o seu nome... pode me dizer? O meu é Margot. Você não perguntou, mas eu digo assim mesmo... Gos-tou?

De: sai-azul@degraca.com.br
Assunto: re: re: re: re: re: sua poesia
Para: flormulher@rede.com.br
Data: quinta-feira, 02 de outubro de 2008, 14:20

Eu não tenho muito tempo para isso. Mas se você quiser, eu mando para o seu e-mail.  Você pode publicar os que eu mandar no seu nome mesmo, não tem importância. Beijo, flor Margot... Adorei o seu nome. O meu é David.

De: flormulher@rede.com.br
Assunto: re: re: re: re: re: re: sua poesia
Para: sai-azul@degraca.com.br
Data: quinta-feira, 02 de outubro de 2008, 16:17
Jamais faria isso. As poesias são suas e você merece os créditos. São lindas, assim como você deve ser. Adorei você me chamar de flor, David. Eu também escrevo, sabia? Quer ler algumas de minhas poesias? Eu publico no meu blog: flormulher@blogrede.com.br. Vá me ler. Queria que você comentasse. Beijos, poeta.

De: sai-azul@degraca.com.br
Assunto: re: re: re: re: re: re: re: sua poesia
Para: flormulher@rede.com.br
Data: terça-feira, 07 de outubro de 2008, 14:05

Visitei o seu blog, você escreve muito bem. Beijo, flor.


Adquira o livro diretamente com o autor
Costelas Felinas - livros e revistas artesanais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Trajes Poéticos - RIMA EMPARELHADA

rimas que ocorrem seguidamente em pares.

*********

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores dos poemas.              

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI

VII Seletiva Nacional de Poesia – 2017 Para a edição do livro VII COLETÂNEA SÉCULO XXI - que trará uma Homenagem ao poeta e professor Pedro Lyra – 
(será o 41º livro editado pela PoeArt Editora- DESDE 2006 COM VOCÊ!) (Prazo: ATÉ 30 de abril de 2017)
(somente pela INTERNET)


   A PoeArt Editora de Volta Redonda RJ, institui o livro VII Coletânea Século XXI  (depois das bem sucedidas Antologias Poéticas de Diversos Autores, Vozes de Aço da I a XVIII, depois do sucesso da I a VI Coletânea Século XXI, do livro Cardápio Poético, 1ª e 2ª edição, I a III Coletânea Viagem pela Escrita. Dentre os já homenageados por suas contribuições literário-culturais em nossos livros, estão: Adahir Gonçalves Barbosa, Alan Carlos Rocha, Álvaro Alves de Faria, Astrid Cabral, Clevane Pessoa, Flávia Savary, Flora Figueiredo, Gilberto Mendonça Teles, Maria Braga Horta (in memoriam), Maria José Bulhões Maldonado, Mauro Mota, Olga Savary, Oscar Niemeyer, Pedro Albeirice da Rocha e Pedro Viana.


SEM TAXA DE INSCRIÇÃO: (AT…

SAFRA VELHA DE CLÁUDIA BRINO recebe indicação do International Poetry News

É com alegria e surpresa que acabo de receber de Giovani Campisi a notícia de que o livro Safra Velha de Cláudia Brino (Costelas Felinas) é um dos livros indicados para concorrer ao Prêmio Nobel de Literatura 2018.

Indicado pelo jornal International Poetry News entre 25 títulos de autores internacionais encaminhados ao Comitê Organizador do Prêmio Nobel de Literatura - 2018
A indicação foi feita pela Direzione Editoriale / Edizioni Universum

clique na imagem e veja a IPN  INDICAÇÃO NO - INTERNATIONAL POETRY NEWS


Este livro não é vendido em livrarias e se movimenta à margem da grande mídia. Adquirindo a versão impressa você receberá dedicatória especial tendo o seu nome impresso no livro.