Trajes Poéticos - MICROLOGIA

Qualquer composição literária breve.

****

os poemas publicados aqui participaram do concurso Trajes Poéticos realizado pelo Clube de Poetas do Litoral - salvo os poemas dos autores cepelistas que foram os julgadores do concurso.


Prece

A fé se oferece
unindo voz e prece.

Vieira Vivo - cepelista
*******************************************

cicatriz



lateja minha cicatriz

florescendo margaridas na pele



Benette Bacellar
*********************************


Ao beijo mais sente

quem une boca e dente



Natanael Gomes de Alencar

 ******************************

TRAVESSIA



Pingam horas e memórias

pelo caminho do menino.



Edweine Loureiro – Saitama/ Japão


 *************************************

noite



baby-dol do dia



icê dias


 *******************************

Maldade



De tão abstrata, teceu em mim,

cicatrizes concretas.



Francisco Ferreira



 ***********************************

Dor



Quem não sente dor?

Deve não ter alma! Ou ser um ótimo ator?



Marcelo Ignácio
**************************
saltava
pelo tapume arruinado
uma flor branca

Edson Bueno de Camargo
Mauá - SP 
********************************
Alma passional

Alma passional, vivendo de amor incondicional.

Cleberson Filadelfo Maria

 *********************************

Por onde andam os meus pensamentos?
Você é o Jesus que me acolhe.

Neila Bittencourt Pereira

***************************************** 
Anoitecer 

Quando o dia então teceu
toda a sua Luz, anoiteceu.

Elza fraga

*********************************
Naufrágio

O mar sempre volta
Ao local do crime

Cláudio Feldman
**********************************
Você é forte, suporta dor
Você é guerreira aguenta rasteira
  
Valquíria Imperiano

 *********************************
Lua Cheia

Vai na janela ver a lua, nua!
Em sua performasse mais sincera:
Cheia e bela! 

Thaís Pereira 

************************** 
Problemas Cênicos

Atores aturam,
e atuam dores.

David Henrique Nunes de Lima

***************************** 
Corrupção

Riquezas desviadas...
Gerações desvirtuadas.

André R de Miranda 

***************************** 
Solidão

Os móveis e eu.

Zenaide Alós Guimarães Abati - (Vencedora do concurso Trajes Poéticos)

******************************************
DO DIA PRA NOITE

Amanheço pólen,
Entardeço flor,
Anoiteço vaga-lume.

Geraldo Trombin

**********************************
Noves fora

Quando a química se acaba só resta a matemática: 
noves fora ... nada.

Silvia Crusco

*********************************

Nostalgia
Meus olhos transbordam saudades
da infância lambuzada de inocência.

Jussára C. Goudinho
***************************************************

Oco

Não sei se o que falo é o eco
ou se é o eco
que fala em mim

André Foltran

*************************************
Recomeçar

Ano novo, tecido branco
Tuas mãos e linhas livres
Bordando as tramas do coração

Milton Anauate
***********************************

A menina

A menina que brincava escondia 
Encontrou a bala perdida.

Nego P.

******************************************
Lua

Lua cheia que te tocou
nesse olhar que tanto brilhou.

Francisco Grácio Gonçalves

**************************


raios navegam o céu,
abaixo, 
flutuam guarda-chuvas

Cris Dakinis

Comentários

Hilda Curcio disse…
Coisa de gênio mesmo, parabéns, poetas!