sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

NÃO SEI - POR NIJAIR ARAÚJO PINTO


SEM TETO - Teresinka Pereira

SEM TETO
 
A derrota do homem
que injuriado
pela humanidade
quase deixa de ser humano,
degolado pelo destino
sem teto nem pousada
testemunho perdido
da vida.
 

Lançamento de Selo Comemorativo homenageando o centenário de Luís Otávio, príncipe da Trova e fundador da UBT.

Lançamento de Selo Comemorativo homenageando o centenário de Luís Otávio, príncipe da Trova e fundador da UBT.


O evento ocorrerá no  dia 14 de dezembro, às 16 horas, 
com o lançamento oficial do selo e do carimbo comemorativo, nas dependências do no  Instituto Histórico e Geográfico de Santos
 
Avenida Conoselheiro Nébias 689 -  Boqueirão, Santos/SP

Há estacionamento no local - conveniado.

postagem enviada por DEISE DOMINGUES GINANNINI

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

MORFEU - POR NIJAIR ARAÚJO PINTO


O que o amanhã trará? Por Rogério Fernandes Lemes

A pessoa de Fernando, um português criador de personagens, no minuto limítrofe de sua finitude escolheu despessoar sem negar sua humanidade. O humano, contingente e limitado, peculiaridades estas que o mantém desacabado, quando sincero consigo mesmo reflete, na pessoa de Fernando, sua mais subjetiva condição: saber que nada sabe.

Ainda que no mundo marcas imprima; ainda que mentes ávidas prestam-lhe glórias e cantem suas pessoas criadas, não podem agregar-lhe certeza alguma. Sozinho seguiu a pessoa de Fernando a vida inteira, ou o pedaço dela que se cumpre aqui na terceira dimensão. No limite das certezas observáveis, já quase convalido totalmente pela moléstia, sobram-lhe dosada força, na medida para o exercício tão conhecido e praticado: o fazer borrões em páginas em branco.

INDISCRIÇÃO - por João Alberto de Faria e Araújo

postagem enviada por João Alberto de Faria e Araújo

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

6º CONCURSO OLIVEIRA CARUSO – LITERATURA

6º CONCURSO OLIVEIRA CARUSO – LITERATURA
(COM E-BOOK REUNINDO TODOS OS TEXTOS SUBMETIDOS 
AO CONCURSO) 

Das inscrições


1. A inscrição será aberta a todos os(as) autores(as) que entreguem seus textos em língua portuguesa de  5 DE DEZEMBRO DE 2016 A 8 DE JANEIRO DE 2017, através do envio dos dados do autor seguidos do(s) texto(s) para oliveira.caruso@gmail.comO prazo poderá ser prorrogado, passando a ter como advento final o dia 5 DE FEVEREIRO DE 2017, caso o número de inscrições seja considerado insuficiente.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

MEUS DIREITOS - POR NIJAIR ARAÚJO PINTO


CONVOCATÓRIA: CONTRA O FIM DA CADEIA VELHA


CONVOCATÓRIA: CONTRA O FIM DA CADEIA VELHA

Após uns cinco anos de reforma em mais de R$ 10 milhões, e quatro meses de sobrevida reunindo mais de 15 mil visitantes, o #CentroCulturalCadeiaVelha fechará as portas em dezembro. O prédio estadual hoje é gerido pela Oficina Cultural Pagu, a ser desativada como todos os demais polos do interior e litoral.

Bem em 2017, no último ano da crise financeira, o Governo de SP quer cancelar de vez com as unidades. E se nem o Governo de SP cumpre a palavra divulgada nas mídias e audiências pró-centro cultural, e se nem a Prefeitura de Santos diz poder assumir o patrimônio, novamente nós, artistas e fazedores de cultura, ativistas e apoiadores, precisamos nos mobilizar pela mesma bandeira que já é defendida há mais de 35 anos na Baixada Santista.

SANKOFA NOS APRESENTA A ÁFRICA NA CAIXA CULTURAL - POR SUSANA SAVEDRA

Sankofa é o nome de um pássaro oriundo da riquíssima mitologia africana, seguramente mantida pela tradição oral que marca a poesia e a literatura deste continente. A própria história da ave que possui duas cabeças, uma representando o passado, nos remete a voltar atrás pelo que esquecemos, ou do que jamais podemos esquecer.

Trilhando 9 (nove) países africanos, os idealizadores do projeto percorreram diversas regiões que protagonizaram o tráfico de escravos, dentre elas, algumas localizadas em nações pertencentes a ocupação territorial por Portugal, tais como Angola, Guiné- Bissau, Cabo Verde e Moçambique da onde saíram famílias inteiras traficadas rumo ao Brasil.

Cotiporã Cultural nº66


FUNDAÇÃO de PORTUGAL Portugal, desde seus Primórdios, teve que lutar muito para ser Independente... Trabalho e pesquisa de Carlos Leite Ribeiro

FUNDAÇÃO de PORTUGAL
Portugal, desde seus Primórdios, teve que lutar muito 
para ser Independente...
Trabalho e pesquisa de Carlos Leite Ribeiro

O testamento de Afonso Henriques, primeiro rei do primeiro país europeu a adquirir consciência da nacionalidade, prova que ele foi um verdadeiro estadista. Deixou sua imensa fortuna (que se confundia com o próprio Tesouro português) para o fortalecimento de Portugal.
D. Afonso Henriques, já senhor do poder após a vitória da Batalha de São Mamede (*), como resposta ao cerco de Guimarães e no desejo de alcançar a independência do Reino Portucalense, invadiu a Galiza e derrotou os leoneses na Batalha de Cerneja (**), em 1137.
(*)Batalha de São Mamede
A Batalha de São Mamede foi uma batalha travada a 24 de Junho de 1128, entre Dom Afonso Henriques e as tropas de sua mãe, D. Teresa e do conde galego Fernão Peres de Trava, que se tentava apoderar do governo do Condado Portucalense. As duas facções confrontaram-se no campo de São Mamede, perto de Guimarães.
Com a derrota, D. Teresa e Fernão Peres abandonaram o governo condal, que ficaria agora nas mãos do infante e seus partidários, desagradando o bispo de Santiago de Compostela, Diogo Gelmires, que cobiçava o domínio das terras. D. Teresa desistia assim das ambições de ser senhora de toda a Galiza. Existem rumores não confirmados que ela tenha sido aprisionada no Castelo de Lanhoso. Há até quem relate as maldições que D. Teresa pregou ao seu filho Henrique.
(**)Batalha de Cerneja: foi renhida. Graças à unidade do comando e, porventura, às posições escolhidas pelo infante (pois a peonagem dos concelhos, entrando na sua hoste em grande quantidade, dava já grande importância às condições do terreno), a vitória coube aos Portugueses.  Fernão Peres de Trava conseguiu fugir; Rodrigo Vale chegou a ser feito prisioneiro, tendo-lhe valido a coragem de dois dos seus homens de armas para recobrar também a liberdade. Ao derrotar na Galiza as forças que pretendiam submetê-lo, Afonso Henriques consolida a sua posição tendente para a independência. Quatro anos mais tarde será Rei de Portugal.
 

domingo, 4 de dezembro de 2016

MENINA - POR NIJAIR ARAÚJO PINTO


CONTO CORDEL CANTIGA CONVERSA CURIOSIDADE - de IVAN DI FERRAZ

O livro CONTO CORDEL CANTIGA CONVERSA CURIOSIDADE - 
de IVAN DI FERRAZ - 

Sucesso de venda logo nas primeiras semanas após lançamento.

O livro conta a história de Guarujá e da região através de vários estilos poéticos, mas dando predominância ao Cordel.


Não perca seu exemplar, agora, em 2ª edição.
ed. costelas felinas 

http://artesanallivros.blogspot.com.br/

Comoção Mundial (Crônicas da Vida) - por Marcelo Ignácio

Comoção Mundial (Crônicas da Vida) 

Marcelo Ignácio 

Sabe galera lutei,relutei muito para fazer essa crônica
Sim pela tristeza não só do mundo do futebol mas de todos os esportes, pelos familiares das vitimas fatais e angustia das famílias dos sobrevivente. .
Sim as tragédias além de não serem entendidas não são fáceis de serem aceitas e o conforto só veem com a força, conforto e misericórdia de Deus.
E já sem julgar, mas de forma amarga e questionadora o repudio e a ganância humana o apego ao dinheiro a economia mórbida em economizar combustível e o politicamente correto da operadora de voou que não autorizou o pouso sem as medidas padrões...sim falhas humanas ou dos humanos em definir a prioridade no controle do trafego aéreo e não na prioridade a vida o que vale é o que os instrumentos apontam o que as máquinas e procedimentos dizem.
Infelizmente quando se entra em aviões, ônibus, navios e trens nunca escutamos esses procedimentos de segurança por áudio ou por algum tripulante é ouvido ou escutado com atenção pelos passageiros?

Bazar do Arca Literária

Venha para o 1° Bazar do Arca literária.

Os autores estarão online do dia 3 de Dezembro (hoje) até dia 11 de Dezembro ( Domingo) sempre das 18 às 22 horas esperando por você!
Adquira seu livro diretamente do autor e garanta aquele autógrafo especial!.:)
Conheça vários gêneros literários e escolha aquele livro para você ler ou dar de presente!

DESABAFO DE UM PAÍS - por Heloisa Crespo

 DESABAFO DE UM PAÍS

Na calada da noite fui, 
mais uma vez, enganado 
pelos meus próprios filhos 
que não reconheço mais.
Tenho por eles vergonha, 
mais que isso, tenho nojo,
uma ira incontida...
Filhos desnaturados, 
hipócritas, mentirosos 
que só pensam em vantagens, 
tirar proveito de tudo.  
Verdadeiros sanguessugas.
Teve um que ousou dizer 
que político é profissão, 
tal qual um professor, 

NOSSA INFANTILIDADE Por : Salvatore D' Onofrio

NOSSA INFANTILIDADE

Por : Salvatore D' Onofrio

            "O sono da razão gera monstros" afirma Domenico De Masi num seminário em Tiradentes (MG), conforme informa Mônica Bérgamo ("O Brasil é infantil", Folha, 27/11). Para o sociólogo italiano faltaria reflexão sobre o rumo da nossa política que oscila entre pólos opostos. Lula, o líder carismático de alguns anos atrás, é transformado atualmente em réu e ameaçado de prisão por crimes eleitorais e de corrupção ativa e passiva. Nenhum engano ou mentira resiste à ação do tempo, que é o único juiz a fazer realmente justiça!.. http://www.abdic.org.br/index.php/1497-nossa-infantilidade

postagem enviada por JORNAL O GRITO DO CIDADÃO

OFICINA DE FOTOGRAFIAS PARA CRIANÇA


postagem enviada por ATELIÊ IMAGENS



PROFESSOR JOÃO BAPTISTA HERKENHOFF LANÇA MAIS UM LIVRO: “A FÉ E OS DIREITOS HUMANOS Por : Pettersen Filho

PROFESSOR JOÃO BAPTISTA HERKENHOFF LANÇA MAIS UM LIVRO: “A FÉ E OS DIREITOS HUMANOS

Por : Pettersen Filho

“Os Direitos Humanos e os Valores Humanistas estão presentes nas mais diversas tradições religiosas e filosóficas da Humanidade. Eles não são monopólio do Ocidente ou propriedade cristã. As maiores religiões e sistemas filosóficos afinam, nos seus grandes postulados, com as ideias centrais que caracterizam este conjunto de princípios que denominamos "Direitos Humanos”.
          A Fé é um sentimento de total crença em algo ou em alguém, independente de evidência que comprove a veracidade daquilo em que se crê. Há uma permanente contradição dialética entre Fé e Dúvida, a dúvida questionando a Fé e, em sentido contrário, a Fé apaziguando e aquietando a dúvida... http://www.abdic.org.br/index.php/1485-professor-joao-baptista-herkenhoff-lanca-mais-um-livro-a-fe-e-os-direitos-humanos

postagem enviada por jornal O GRITO DO CIDADÃO

INTERNATIONAL POETRY NEWS publica o poema SOBERBA VISÃO DO ANJO de Cláudia Brino

a palavra é macerada
onde a sombra se aconchega
depois colocada em fusão
e tomada a pequenos goles.

é o chá das cinco de Deus.


do livro Encaixe (onde um verso de um poeta aparece no poema de outro e vice versa) - o poema é de cláudia brino e o segundo verso é de vieira vivo
(ed. costelas felina)
http://artesanallivros.blogspot.com.br/


Cá fico muito feliz e honrada com isso. - por Cláudia Brino 


IPN enviada por 
Edizioni Universum edizioni.universum@hotmail.it

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

FALANDO DE DEUS - por OTACÍLIO MENDES

FALANDO DE DEUS (ed. Costelas Felinas) é uma coletânea de poemas escritos entre 1993 e 1997, selecionada por mim, entre os mais de 100 poemas que Otacílio me confiou para digitar. Singelos e adoráveis, falam de um Deus que ele mesmo me ajudou a ver, crer e amar. Tocam-me particularmente “Entardecer”, pela simplicidade do Deus vivo no cotidiano, a doçura e fragilidade de “minha companhia”, a caridade de “Andorinha” e, sobretudo, “A luz da Noite”, por uma paixão particular pela beleza da noite e da lua.

Uma homenagem ao Senhor e a essa Terra que Ele nos deus para viver e cuidar.


Para um amigo que dá a vida pela sua Igreja, povo de Deus, nada melhor que um presente de aniversário que simboliza a partilha de nossos dons. - por Herena Reis

Lançamento novembro/2016
ed. Costelas Felinas - livros e revistas artesanais

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

I Concurso Sustentabilidade no Cerrado Brasileiro

I Concurso Sustentabilidade no Cerrado Brasileiro


Com esse concurso, nós, organizadores, apoiadores e patrocinadores pretendemos motivar os interessados em participar a descobrir o Cerrado, bioma de fundamental importância para o Brasil, mas que vem sendo degradado sem dó pela expansão imobiliária e agrícola acríticas.

O concurso convida para que se escrevam poemas, contos e crônicas tendo o Cerrado como inspiração. Oferecemos premiação financeira e livros aos três primeiros colocados em cada categoria.

Sarau de lançamento da coletânea Veia e Ventania - Literatura Periférica nas bibliotecas - AGENDE-SE

Sarau de lançamento da coletânea Veia e Ventania - Literatura Periférica nas bibliotecas, organizada pelos Poetas do Tietê